Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Pouco de Nada

O que penso. O que vejo. O que me faz sorrir. O que acho que vale a pena partilhar.

Um Pouco de Nada

O que penso. O que vejo. O que me faz sorrir. O que acho que vale a pena partilhar.

29
Ago16

BookReview - "Numa floresta muito escura" (Ruth Ware)

#RapazSecreto

 Imagem retirada deste site.

 

As minhas últimas semanas de férias têm sido dedicadas, em parte, à leitura. Hoje, venho falar-vos um pouco do fantástico livro de Ruth Ware - "Numa floresta muito escura".

 

Desde o momento em que li a sinopse deste thriller, percebi imediatamente que o tinha que ler. De um modo breve, Nora é uma mulher solitária que é convidada para a despedida de solteira da sua ex-melhor amiga com quem já não tem qualquer contacto há 10 anos. Cerca de 48 horas depois do fim de semana em que decorre a despedida de solteira, Nora acorda no hospital e sabe que alguém morreu, levando-a a questionar-se "o que fiz eu?".

 

Confesso-vos que tinha expectativas muito altas quando comecei a ler o livro e, ainda assim, foram superadas. Emoção do princípio ao fim, revelações surpreendentes e um ritmo alucinante entre o presente e o passado, as questões que surgem durante o tempo no hospital e os acontecimentos de uma despedida de noiva que termina com a morte de alguém.

 

Menos de dois dias foram suficientes para ler este livro e muito cedo me apaixonei por Nora e Nina. Se ainda não leram, acreditem que vale a pena! Quanto a mim, resta-me aguardar pela edição portuguesa da sua nova obra, lançada este ano, "The Woman in Cabin 10".

 

Aqui fica a sinopse completa de "Numa floresta muito escura":

 

«Não vai largar o livro até chegar à última página. A atmosfera densa e as revelações surpreendentes vão deixá-lo sem fôlego.»

Entertainment Weekly

 

Uma mulher solitária recebe um convite inesperado para a despedida de solteira de uma amiga que não via há muito tempo. Relutantemente, ela aceita participar na reunião de amigas, algures numa casa isolada na floresta.

 

Quarenta e oito horas depois, Nora acorda numa cama do hospital. Está ferida mas não se recorda exatamente do que se passou. Sabe, no entanto, que alguém morreu. O que fiz eu?, pergunta-se ela, consciente de que algo muito grave aconteceu naquela casa na floresta escura, muito escura…

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Blogs Portugal

Estatísticas

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D